pesquisar livros
OK »»» Pesquisa avançada... , Outras...
utilizador   password entrar ( Esqueci-me )



Ficha do Autor
Fiódor Dostoievski

Biografia
Fiódor Dostoiévski (Moscovo, 1821 - S.Petersburgo, 1881) foi um dos grandes percursores, como Emily Brontë, da mais moderna forma do romance, exemplificada em Marcel Proust, James Joyce, Virgina Woolf entre outros.

Filho de um médico militar, aos 15 anos é enviado para a Escola Militar de Engenharia. de S. Petersburgo. Aí desperta-lhe a vocação literária, ao entrar em contacto com outros escritores russos e com a obra de Byron, Vítor Hugo e Shakespeare. Terminado o curso de engenharia, dedica-se a fazer traduções para ganhar a vida e estreia-se em 1846 com o seu primeiro romance, "Gente Pobre". Após mais umas tentavivas literárias, foi condenado à morte em 1849, por implicação numa suspeita conjura revolucionária.

No entanto, a pena foi-lhe comutada para trabalhos forçados na Sibéria. Durante os seus anos de degredo teve uma vida interior de carácter místico, por ter sido forçado a conviver com a dura realidade russa, o que também o levou a familiarizar-se com as profundezas insuspeitas da alma do povo russo. Amnistiado em 1855, reassumiu a actividade literária e em 1866, com "Crime e Castigo", marca a ruptura com os liberais e radicais a que tinha sido conotado. As obras de Dostoiévski atingem um relevo máximo pela análise psicológica, sobretudo das condições mórbidas, e pela completa identificação imaginativa do autor com as degradadas personagens a que deu vida, não tendo, por esse prisma, rival na literatura mundial. A exactidão e valor científico dos seus retratos é atestada pelos grandes criminalistas russos. Neste grande novelista, o desejo de sofrer traz como consequência a busca e a aceitação do castigo e a concepção da pena como redentora por meio da dor.
Avaliação global:
Avaliação de 79% por 52 voto(s) de utilizador(es) que já leu(leram) livros deste autor



Livros do autor
Loading...


Quem leu este autor também leu...
Juan Marsé
George Orwell
Katy Gardner
Maria Teresa Maia Gonzalez
Richard Zimler
Paul Auster
Marco Tullio Giordana
Tiziano Terzani
Dino Buzzati
Rosa Lobato de Faria
Jonathan Franzen
Dale Carnegie
Matthieu Ricard
Herta Muller
Lev Tolstoi
Laurentino Gomes
Alice Vieira
Jack Kerouac
Helena Marques
Lesley Pearse
Marguerite Duras
Miguel Sousa Tavares
Raquel Ochoa
Alberto Moravia
Niccolò Ammaniti
Oscar Wilde
Jorge Luis Borges
Milan Kundera
Rosa Lobato Faria
Vergílio Ferreira
José Gil
Hermann Hesse
Pascal Boniface e Hubert Védrine
Jonathan Littell
Andrea Vitali
Erico Verissimo
José Saramago
Jorge Amado
Charles Bukowski
Carlos Ruiz Zafón
Nicolai Lilin
Gabriel García Márquez
OSHO
Roberto Bolaño
António Lobo Antunes
Pablo Neruda
Pepetela
Saul Bellow
Rosie Rushton
Sándor Márai
Philip Roth
Gao Xingjian
Manuel da Silva Ramos
Graham Greene
Elizabeth Gilbert
Diana de Cadaval
João Tordo
Truman Capote
Thomas Pynchon
Luca Fraioli
Mario Vargas Llosa
António Feio
Daniel Pennac
Don Delillo
Anónimo
Isaac Asimov
Jason Fried& David Heinemeier Hansson
Gonçalo Cadilhe
Pascal Mercier
António José Saraiva
Giorgio Bassani
Teixeira Moita
Asne Seierstad
Fosco Maraini
Isabel Freire
Luís Sepúlveda
Haruki Murakami
Thomas Mann
Dimitri Verhulst
Milton Fornaro
Bill Gates
Raymond Carver
Aravind Adiga
Lourenço Mutarelli
Gunter Grass
Eduardo Halfon
Céline
Yasunari Kawabata


    
x